Pular para o conteúdo principal

Justiça aceita denúncia e Serra e sua filha, Verônica, viram réus


Informações do Agência O Globo |

A Justiça Federal aceitou a denúncia feita pelo MPF (Ministério Público Federal), e  o senador e ex-governador paulista José Serra (PSDB) virou réu em processo junto com a filha Verônica Serra. Serra foi denunciado por lavagem de dinheiro pela força-tarefa da Lava-Jato de São Paulo. Segundo a denúncia, os dois estariam envolvidos em esquema de lavagem de dinheiro por conta de obras do Rodoanel sul, entre 2006 e 2014. Após a denúncia, foram bloqueados R$ 40 milhões em uma conta em nome de Serra. O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Dias Toffoli, no entanto, determinou a suspensão da investigação desse processo e de outro na Justiça Eleitoral de São Paulo.

Segundo o MPF, o tucano se valeu do cargo e da influência política para receber da Odebrecht pagamentos indevidos em troca de benefícios relacionados às obras do Rodoanel Sul. Segundo a denúncia, a empresa pagou R$ 4,5 milhões entre 2006 e 2007 para a campanha de Serra ao governo de São Paulo.

Serra teria indicado que queria receber esse montante no exterior, por meio de uma offshore do empresário José Amaro Pinto Ramos, que é seu amigo. Os valores teriam sido movimentados em diferentes contas no exterior até 2014.

Ainda de acordo com as investigações, Jose Amaro Pinto Ramos e Verônica Serra constituíram empresas no exterior, ocultando seus nomes, e por meio dessas empresas receberam os pagamentos que a Odebrecht destinou ao enta?o governador de São Paulo.

Serra não comentou sobre a decisão da Justiça. Ao saber da operação da Polícia Federal em seus endereços, o senador disse que a ação causou "estranheza e indignação".

Serra não foi denunciado por corrupção, porque em 2018 a Segunda Turma do STF decidiu, por 4 votos a 1, que o crimes eventuais praticados por ele até 2010 estavam prescritos em razão da idade. Serra tem 78 anos. A força-tarefa da Lava-Jato encontrou, porém, movimentações do valor recebido ilicitamente, pelo menos, até 2014, ou seja, a lavagem de dinheiro continuou acontecendo.

Introdução Inglês:

O Globo Agency Information |

The Federal Court accepted the complaint made by the MPF (Federal Public Ministry), and the senator and former São Paulo governor José Serra (PSDB) became a defendant in a lawsuit with his daughter Verônica Serra. Serra was denounced for money laundering by the São Paulo Lava-Jato task force. According to the complaint, the two were said to be involved in a money laundering scheme on account of works on the South Ring Road between 2006 and 2014. After the complaint, R $ 40 million was blocked in an account in Serra's name. The president of the STF (Supreme Federal Court), Dias Toffoli, however, ordered the suspension of the investigation of this process and another one in the São Paulo Electoral Court.

According to the MPF, the toucan used the position and the political influence to receive undue payments from Odebrecht in exchange for benefits related to the construction of the Rodoanel Sul. According to the complaint, the company paid R $ 4.5 million between 2006 and 2007 for the Serra's campaign to the government of São Paulo.

Serra would have indicated that he wanted to receive this amount abroad, through an offshore company owned by businessman José Amaro Pinto Ramos, who is his friend. The amounts would have been used in different accounts abroad until 2014.

Also according to the investigations, Jose Amaro Pinto Ramos and Verônica Serra set up companies abroad, hiding their names, and through these companies they received the payments that Odebrecht allocated to the then governor of São Paulo.

Serra did not comment on the court decision. Upon hearing of the operation of the Federal Police at their addresses, the senator said that the action caused "strangeness and indignation".

Serra was not denounced for corruption, because in 2018 the Second Panel of the Supreme Court decided, by 4 votes to 1, that the eventual crimes committed by him until 2010 were prescribed due to age. Serra is 78 years old. However, the Lava-Jato task force found movements in the amount received illegally, at least, until 2014, that is, money laundering continued to happen.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Na Estrutural: Casal suspeito de tentativa de sequestrar crianças

Imagem de divulgação  De acordo com moradores de Estrutural Distrito Federal, nas casinhas, circulam um casal suspeito com intenção de sequestrar crianças num carro não identificado. Os boatos circulam por toda a Estrutural. Uma das vítimas contou que a mulher criminosa, desceu com uma enorme faca nas mãos, tentou sequestrar uma criança da própria mãe. Os criminosos, não tiveram êxito foram surpreendidos pelos moradores nas proximidades e fugiram. "Pessoas da cidade Estrutural e região das casinhas, está circulando um casal pela região num carro branco sem identificar a placa e modelo com intenção de sequestrar crianças, aconteceu um fato do casal criminoso querer tomar uma criança na manhã desta terça-feira (11/05), da mão própria mãe com a faca, o caso aconteceu nas casinhas na quadra 08 do Setor Oeste”, disse a moradora Gabriela Godoy. Caso se repita o crime. Denuncie: 197 - Polícia Civil e no 190 - PM-DF Redação: RANEWS e TV COMUNITÁRIA DE ESTRUTURAL - DF

Suspeito de chacina no DF é encontrado e troca tiros com a polícia

A perseguição contra Lázaro Barbosa de Sousa, acusado de matar 4 pessoas no DF, ocorre em Cocalzinho (GO), na noite deste sábado (12/6) As polícias Militar do Distirto Federal (PMDF) e de Goiás (PMGO) iniciaram, na noite deste sábado (12/6), um cerco contra o suspeito de matar quatro pessoas, em chacina ocorrida em Ceilândia, no Incra 9. Informações preliminares apontam que Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, roubou armas em uma fazenda à tarde . Ele fugiu com uma Beretta .22, uma pistola calibre .380 e 50 munições. homem foi localizado em Cocalzinho (GO) e, durante a perseguição, trocou tiros com a polícia. Informações preliminares apontam que três pessoas ficaram feridas e um refém estaria sob poder do criminoso. Lázaro é acusado de matar, na última quarta-feira (9/6), Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15. Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43 anos. O corpo dela foi encontrado neste sábado, em um matagal. O cad

GDF: as escutas telefônicas que aterrorizam alguns secretários

  8 out 2020 informações atualizada Por Mino Pedrosa A queda de braço velada entre o Secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres e o governador Ibaneis Rocha (MDB-DF), vem causando pânico em alguns secretários nos bastidores. Há algumas semanas atrás o governador tomou conhecimento de que Anderson Torres incentivava o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) a fazer um pente fino em algumas secretarias informando que a “roubalheira é grande”. Ibaneis então ficou indignado ao ponto de imaginar cortar a cabeça do secretário infiel. No entanto, foi de pronto alertado por seus fiéis escudeiros de que seria um enorme tiro pela culatra. Em uma sóbria sondagem descobriu que Torres tem em suas mãos informações das mais de quatro mil horas de gravações em escutas telefônicas nas principais secretarias como educação e saúde, autorizadas pela justiça desde 2016, ainda na gestão de Rodrigo Rollemberg. As paredes dos gabinetes dão conta do desespero que