Pular para o conteúdo principal

Doria diz que Bolsonaro é 'bem-vindo' a São Paulo, mas que momento não é de 'passeio'



Estadão Conteúdo
Publicado em 31/07/2020 às 17:14

Na live, nesta quinta (30), o presidente disse que convidaria Doria para sobrevoar a região de helicóptero, e defendeu o estímulo ao "turismo de jet ski" na região

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) rebateu afirmações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que disse, em uma live no Facebook, que teria de cancelar uma visita ao Vale do Ribeira porque Doria iria reclassificar a região como zona "vermelha" na quarentena contra o coronavírus.

Doria disse que Bolsonaro seria bem-vindo se viesse ao Estado, mas disse que a visita deveria ser para anunciar investimentos na região, não para "passear" de helicóptero ou jet ski. O Vale do Ribeira foi reclassificado nesta sexta-feira (31) e terá de tornar a fechar o comércio não essencial.

Na live, nesta quinta (30), o presidente disse que convidaria Doria para sobrevoar a região de helicóptero, e defendeu o estímulo ao "turismo de jet ski" na região. "O turismo de jet ski no Vale do Ribeira seria excepcional. Para tal, estamos conversando com a Marinha", disse Bolsonaro.

"Primeiro, quero desejar melhoras para o presidente Bolsonaro, que declarou ontem que está com mofo no pulmão. E desejo também melhoras à primeira-dama", disse Doria, para emendar: "Por óbvio, ele é sempre bem-vindo. Mas visitar o Vale do Ribeira neste momento para andar de jetski no Rio Ribeira e passear de helicóptero talvez não seja o melhor momento", disse o governador de São Paulo.

"O presidente será sempre bem-vindo em São Paulo. Mas será mais bem-vindo se trouxer benfeitorias, se trouxer saúde, educação, contribuições para o desenvolvimento do turismo, da economia, do empreendedorismo do Vale do Ribeira. Não para fazer passeio de helicóptero e jetski", afirmou Doria.

"Portanto, que venha. Será sempre bem recebido. Com educação, com presteza. Mas, se possível, traga boas notícias e traga investimentos, sobretudo para uma região pobre, carente como essa do Vale do Ribeira e que precisa de apoio na área de saúde, educação, geração de emprego, empreendedorismo e proteção ambiental", completou o governador.


Doria também comentou a fala do presidente sobre o acordo do governo federal para a produção da vacina em desenvolvimento pela Universidade de Oxford em que o presidente ironizou a origem da vacina chinesa que está sendo testada pelo Instituto Butantã. Bolsonaro disse que o produto era de Oxford, "Não é daquele outro país não, tá ok, pessoal? É de Oxford", disse.

O governador reagiu associando a fala a visões ideológicas do presidente "Nós não tratamos o tema da vacina sobre o prisma ideológico. Nem poderia. Nós estamos cuidando da ciência e da proteção da vida das pessoas, e não de análise política e de regime político ou ideológico. Lamento que o presidente Bolsonaro tenha feito um comentário dessa natureza", disse Doria.

In the live, this Thursday (30), the president said that he would invite Doria to fly over the region by helicopter, and defended the incentive to "jet ski tourism" in the region

The governor of São Paulo, João Doria (PSDB) rebutted statements by President Jair Bolsonaro (without a party) who said, in a live on Facebook, that he would have to cancel a visit to Vale do Ribeira because Doria would reclassify the region as a "red zone" "in the quarantine against the coronavirus.

Doria said Bolsonaro would be welcome if he came to the state, but said the visit should be to advertise investments in the region, not to "tour" by helicopter or jet ski. Vale do Ribeira was reclassified this Friday (31) and will have to close non-essential trade again.

At the live, this Thursday (30), the president said that he would invite Doria to fly over the region by helicopter, and defended the encouragement of "jet ski tourism" in the region. "Jet ski tourism in the Ribeira Valley would be exceptional. To that end, we are talking to the Navy," said Bolsonaro.

"First, I want to wish improvements to President Bolsonaro, who declared yesterday that he has mold in his lungs. And I also wish improvements to the First Lady," said Doria, to amend: "Obviously, he is always welcome. But to visit Vale do Ribeira right now to ride a jet ski on the River Ribeira and take a helicopter is perhaps not the best time ", said the governor of São Paulo.

"The president will always be welcome in São Paulo. But he will be more welcome if he brings improvements, if he brings health, education, contributions to the development of tourism, the economy, entrepreneurship in Vale do Ribeira. Not to take a tour of helicopter and jetski, "said Doria.

"So, let it come. It will always be well received. With education, with promptness. But, if possible, bring good news and bring investments, especially for a poor, needy region like the one in Vale do Ribeira and which needs support in the area of health, education, job creation, entrepreneurship and environmental protection ", added the governor.

Doria also commented on the president's speech about the federal government's agreement for the production of the vaccine under development by the University of Oxford in which the president mocked the origin of the Chinese vaccine that is being tested by the Butantã Institute. Bolsonaro said the product was from Oxford, "It's not from that other country, okay, guys? It's from Oxford," he said.

The governor reacted by associating the speech with the president's ideological views "We do not deal with the vaccine issue from an ideological point of view. Nor could we. We are taking care of science and the protection of people's lives, not political analysis and political regime or I am sorry that President Bolsonaro made such a comment, "said Doria.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Projeto que o Brasil precisa

Willian Gonçalves Faria - Foto/divulgação       Willian Gonçalves faria, natural de Patos de Minas MG, 28 anos de idade, morador de São de Sebastião Distrito Federal , vem lutando pela melhoria das políticas pública de educação tem um projeto de sua autoria que percorre esferas do governo federal em prol da educação. O projeto: ”Ensino de Portas Abertas a Arte, Cultura e Inovação” – trabalhando o conceito vida consiste em introduzir dentro da matriz escolar soluções positivas junto a crianças e adolescentes apoiado pelos professores. Sendo construído em sala de aula em troca mútua de conhecimento, ou seja, o projeto consiste em inserir no dia a dia da escola ações que possibilitem tomadas de decisões com situações reais que acontecem no país. William Gonçalves Faria - Foto/divulgação  O jovem oriundo do Estado de JK, visionário igualmente ao presidente construtor da capital Federal conhecedor e experiente nas lutas e discurssões sociais por meio de ONGs e entidades representativas ecle

Moradores encontram cabeça decapitada em praça no Entorno do DF

 A  vítima foi identificada como Randerson Maximo Barbosa. A Polícia Civil do Estado de Goiás busca pelos autores do crime Por Darcianne Diogo 02/07/2021 23:29 - Atualizado Material cedido ao Correio Moradores encontraram, na noite dessa sexta-feira (2/7), uma cabeça decapitada na Praça Santa Lúcia, em Águas Lindas de Goiás — distante cerca de 48km de Brasília. Até a última atualização dessa reportagem, ninguém havia sido preso. O corpo não foi encontrado. Testemunhas relataram à reportagem que passavam pela área, quando se depararam com a cabeça. A perícia da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) foi acionada e está no local. A vítima foi identificada como Randerson Maximo Barbosa. A polícia apura a motivação do crime. Ao longo das investigações, surgiu-se a informação de que o membro poderia ser do jovem, de 19 anos, assassinado em 13 de maio. O corpo de Mateus dos Santos Sousa foi encontrado decapitado em um córrego, na região de Brazlândia, próximo à Ponte Maranata, a 200 me

GDF lança edital para construção de creche na Estrutural

O Governo do Distrito Federal (GDF) publicou no Diário Oficial DF (DODF) o edital de concorrência para a construção de um Centro de Educação para a Primeira Infância (Cepi), na Cidade Estrutural. O espaço, que terá capacidade para receber até 188 crianças, foi orçado em R$ 3,4 milhões e deverá ser entregue à população no segundo semestre de 2022. A região reivindica há anos a existência de novas creches. Atualmente, segundo o governo, cerca de 276 crianças estudam em creches conveniadas justamente por falta de espaço público. Com a construção do Cepi, que vai ser edificado na Quadra 3, Área Especial 2, no Setor Complementar de Indústria e Abastecimento, o governo pretende atender as crianças em dois turnos ou em turno integral. O novo Cepi será constituído de cinco salas para atendimento à faixa etária de zero a seis anos; salas multiuso e administrativas, fraldário, lactário, sanitários, cozinha, refeitório, playground, fechamentos com gradil, portões e muro; calçadas, rampas, estacio