Pular para o conteúdo principal

Polícia Civil prende em flagrante homem que aplicava golpe do WhatsApp


Golpista foi preso em flagrante nessa sexta (31), logo após ter aplicado o golpe e os valores depositados pela vítima foram bloqueados na conta do estelionatário

Conteúdo https://m.gmaisnoticias.com 01/08/2020 13:38:00

A Seção de Estelionatos da 14ª SDP, sob a direção da Delegada Ana Carolina Hass de Miranda Castro, com o apoio e desempenhando um trabalho conjunto com policiais da cidade de Palmeiropolis/Tocantins obtiveram êxito na elucidação de um Golpe de WhatsApp com vítima guarapuavana. O golpista foi preso em flagrante nessa sexta feira (31 de julho), logo após ter aplicado o golpe e os valores depositados pela vítima foram bloqueados na conta do estelionatário.  

A Polícia Civil explica como o crime ocorre e dá algumas dicas para as pessoas ficarem atentas.    


Como o crime ocorre

O crime ocorre quando o estelionatário entra em contato com uma pessoa que normalmente fez um anúncio na OLX ou outro site similar e se passa por funcionário da plataforma e responsável pela validação de anúncios. Em seguida alega que enviou um código para o celular do anunciante o qual será utilizado para validar o tal anúncio. No entanto, esse código na verdade é para configurar o WhatsApp em outro celular ou computador que está em posse do estelionatário. A partir do momento em que a pessoa fornece o código, ela perde todo o acesso ao aplicativo WhatsApp e o estelionatário passa inúmeras mensagens para amigos e familiares da pessoa que forneceu o código e fazendo-se passar por ela, solicita depósitos em contas diversas alegando situações emergenciais. Os amigos e familiares acreditando que quem mandou a mensagem é a pessoa que teve seu WhatsApp “clonado” acabam por depositar o dinheiro.     

Dicas para escapar do Golpe: 

1 - instale a confirmação em duas etapas em seu aplicativo WhatsApp; 
2 - NUNCA passe códigos ou senhas de qualquer natureza para NINGUÉM; 
3 - Se receber mensagens de amigos ou familiares solicitando depósitos por quais motivos forem, NÃO deposite e ligue para a pessoa, visando certificar-se que ela não foi vítima da “clonagem do aplicativo”. 

COMO PROCEDER SE FOR VÍTIMA DESTE GOLPE:

Se de nada adiantou tais informações e você não tinha a confirmação em duas etapas em seu WhatsApp e forneceu o código de validação para um estranho. Elabore o Boletim de Ocorrência o mais rápido possível (tal ferramenta está disponível também no site da Polícia), e avise imediatamente seus amigos e familiares pelas redes sociais ou ligue para alertá-los. Dessa maneira, poderá evitar que transações financeiras sejam feitas para a conta dos golpistas.

Em seguida, tente recuperar sua conta. Como o mais comum é aplicarem o golpe utilizando um celular, você poderá desconectar os criminosos entrando novamente no aplicativo com seu número de telefone e confirmando, somente no WhatsApp, o novo código enviado. Ao digitá-lo, quem estiver usando a sua conta será desconectado automaticamente. 

Entretanto, caso os criminosos tenham ativado a “confirmação em duas etapas” primeiro, eles serão desconectados, mas a sua conta só poderá ser acessada por você após sete dias.
Se você suspeitar que eles estejam utilizando o WhatsApp Web - extensão para utilizar o aplicativo no computador -, desconecte-os também acessando as Configurações/Ajustes > Conta > WhatsApp Web/Desktop > Sair de todos os computadores.

Para mais informações sobre o uso do WhatsApp, acesse o FAQ (perguntas frequentes) ou entre em contato com a empresa por meio do seu aplicativo, clicando em Configurações/Ajustes > Ajuda > Fale Conosco.          

No entanto se você foi a pessoa que realizou o depósito para o estelionatário acreditando estar ajudando um amigo ou familiar, também deverá elaborar o Boletim de Ocorrência e entrar em contato IMEDIATAMENTE com o Banco para o qual realizou a transferência (cada instituição tem um regulamento interno diferente para lidar com o problema) e se informe sobre quais documentos é necessário para efetuar o bloqueio administrativo dos valores depositados. (Normalmente BO e o comprovante de depósito). E lembre-se que caso necessário, os órgãos competentes estão prontos para auxiliá-lo, mas a prevenção e precaução sempre serão os melhores remédios para evitar tais “dores de cabeça”.

A scammer was arrested in the act on Friday (31), shortly after applying the scam and the amounts deposited by the victim were blocked in the fraudster's account
Content https://m.gmaisnoticias.com 08/01/2020 13:38:00

The 14th SDP Slavery Section, under the direction of Delegate Ana Carolina Hass de Miranda Castro, with the support and working together with police officers from the city of Palmeiropolis / Tocantins were successful in elucidating a WhatsApp Scam with a Guarapuavana victim. The scammer was caught in the act this Friday (July 31), shortly after he applied the scam and the sums deposited by the victim were blocked in the fraudster's account.

The Civil Police explains how the crime occurs and gives some tips for people to be aware.

How crime occurs

The crime occurs when the fraudster contacts a person who normally made an ad on OLX or another similar site and pretends to be an employee of the platform and responsible for validating ads. He then claims that he sent a code to the advertiser's cell phone which will be used to validate the ad. However, this code is actually to set up WhatsApp on another cell phone or computer that is in the possession of the swindler. From the moment the person provides the code, he loses all access to the WhatsApp application and the fraudster passes numerous messages to friends and family of the person who provided the code and impersonating him, requests deposits in various accounts alleging emergency situations. Friends and family believing that the person who sent the message is the person who had their WhatsApp “cloned” end up depositing the money.

Tips to escape the scam:

1 - install 2-step verification on your WhatsApp application;
2 - NEVER pass codes or passwords of any kind to ANYONE;
3 - If you receive messages from friends or family asking for deposits for whatever reasons, DO NOT deposit and call the person, in order to make sure that he / she was not a victim of “cloning the application”.

HOW TO PROCEED IF YOU ARE A VICTIM OF THIS BANG:

If this information was of no use and you did not have 2-step verification on your WhatsApp and provided the validation code to a stranger. Prepare the police report as soon as possible (this tool is also available on the Police website), and immediately notify your friends and family through social networks or call to alert them. In this way, you can prevent financial transactions from being made to the scammers' account.

Then try to recover your account. As the most common is to apply the scam using a cell phone, you can disconnect the criminals by re-entering the application with your phone number and confirming, only on WhatsApp, the new code sent. When typing it, whoever is using your account will be automatically logged out.
However, if criminals have enabled “two-step verification” first, they will be disconnected, but your account will only be accessible to you after seven days.
If you suspect that they are using WhatsApp Web - an extension to use the application on the computer - disconnect them also by going to Settings / Settings> Account> WhatsApp Web / Desktop> Sign out of all computers.

For more information on using WhatsApp, access the FAQ (frequently asked questions) or contact the company through your application by clicking on Settings / Settings> Help> Contact Us.

However, if you were the person who made the deposit for the fraudster believing that you are helping a friend or family member, you must also prepare the Report and contact IMMEDIATELY the Bank to which the transfer was made (each institution has an internal regulation) different to deal with the problem) and find out what documents are necessary to carry out the administrative blocking of the deposited amounts. (Usually BO and proof of deposit). And remember that if necessary, the competent bodies are ready to assist you, but prevention and precaution will always be the best remedies to avoid such "headaches".



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Na Estrutural: Casal suspeito de tentativa de sequestrar crianças

Imagem de divulgação  De acordo com moradores de Estrutural Distrito Federal, nas casinhas, circulam um casal suspeito com intenção de sequestrar crianças num carro não identificado. Os boatos circulam por toda a Estrutural. Uma das vítimas contou que a mulher criminosa, desceu com uma enorme faca nas mãos, tentou sequestrar uma criança da própria mãe. Os criminosos, não tiveram êxito foram surpreendidos pelos moradores nas proximidades e fugiram. "Pessoas da cidade Estrutural e região das casinhas, está circulando um casal pela região num carro branco sem identificar a placa e modelo com intenção de sequestrar crianças, aconteceu um fato do casal criminoso querer tomar uma criança na manhã desta terça-feira (11/05), da mão própria mãe com a faca, o caso aconteceu nas casinhas na quadra 08 do Setor Oeste”, disse a moradora Gabriela Godoy. Caso se repita o crime. Denuncie: 197 - Polícia Civil e no 190 - PM-DF Redação: RANEWS e TV COMUNITÁRIA DE ESTRUTURAL - DF

Suspeito de chacina no DF é encontrado e troca tiros com a polícia

A perseguição contra Lázaro Barbosa de Sousa, acusado de matar 4 pessoas no DF, ocorre em Cocalzinho (GO), na noite deste sábado (12/6) As polícias Militar do Distirto Federal (PMDF) e de Goiás (PMGO) iniciaram, na noite deste sábado (12/6), um cerco contra o suspeito de matar quatro pessoas, em chacina ocorrida em Ceilândia, no Incra 9. Informações preliminares apontam que Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, roubou armas em uma fazenda à tarde . Ele fugiu com uma Beretta .22, uma pistola calibre .380 e 50 munições. homem foi localizado em Cocalzinho (GO) e, durante a perseguição, trocou tiros com a polícia. Informações preliminares apontam que três pessoas ficaram feridas e um refém estaria sob poder do criminoso. Lázaro é acusado de matar, na última quarta-feira (9/6), Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15. Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43 anos. O corpo dela foi encontrado neste sábado, em um matagal. O cad

GDF: as escutas telefônicas que aterrorizam alguns secretários

  8 out 2020 informações atualizada Por Mino Pedrosa A queda de braço velada entre o Secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres e o governador Ibaneis Rocha (MDB-DF), vem causando pânico em alguns secretários nos bastidores. Há algumas semanas atrás o governador tomou conhecimento de que Anderson Torres incentivava o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) a fazer um pente fino em algumas secretarias informando que a “roubalheira é grande”. Ibaneis então ficou indignado ao ponto de imaginar cortar a cabeça do secretário infiel. No entanto, foi de pronto alertado por seus fiéis escudeiros de que seria um enorme tiro pela culatra. Em uma sóbria sondagem descobriu que Torres tem em suas mãos informações das mais de quatro mil horas de gravações em escutas telefônicas nas principais secretarias como educação e saúde, autorizadas pela justiça desde 2016, ainda na gestão de Rodrigo Rollemberg. As paredes dos gabinetes dão conta do desespero que