Pular para o conteúdo principal

Responsável por estupro de criança é preso pela polícia em Mirassol


Policiais de Mirassol realizaram na tarde deste domingo, 30 de agosto, a prisão do padrasto E.J.S pelo crime de estupro de vulnerável praticado contra a enteada, de apenas 8 anos de idade. O autor chegou a ser detido pela PM ontem (29), após a mãe da vítima denunciar o caso às autoridades, mas acabou sendo solto mesmo após confessar o crime, pelo fato de não se tratar de flagrante delito e do delegado de plantão não estar presente na Delegacia no momento.

A situação revoltou familiares e moradores, que no início da tarde de hoje organizaram um protesto pacífico em frente à Delegacia, pedindo mais atenção das autoridades para o caso, pois temiam que o autor do crime fugisse para longe antes de ser preso. Com cartazes em mãos, os participantes pediam para “deixarem nossas crianças em paz” e por “justiça”.

De acordo com o setor de investigação da delegacia de polícia, o delegado Dr. Mauro Truzzi compareceu ao local nesta tarde, acionou a promotoria e o juiz da infância e juventude de Mirassol, solicitando o mandado de prisão do autor e conseguindo.

Após a informação sobre o paradeiro do acusado, uma operação da Polícia Militar foi montada sob o comando do CGP (Comando de Grupo Patrulha), sendo efetuada a prisão do homem por cerca de seis policiais militares. Ele estava na casa da irmã, no bairro Alvorada e não apresentou resistência.

O crime de estupro de vulnerável – “ter conjunção carnal ou praticar outro ato libidinoso com menor de 14 (catorze) anos tem a Pena de – reclusão, de 8 (oito) a 15 (quinze) anos”.



Entenda o caso:

A ocorrência foi registrada na tarde de ontem, sábado, 29 de agosto, na Delegacia de Polícia de Mirassol. O crime estava acontecendo dentro da própria casa da vítima, uma menina de oito anos de idade que vinha sendo estuprada pelo padrasto, de 31 anos, há pelo menos quatro meses e foi descoberto pela mãe da criança.

De acordo com o depoimento prestado pela mulher, na madrugada de sexta para sábado ela pegou o celular do companheiro, com quem convivia há quatro anos e tem outros dois filhos – uma menina de dois anos e um menino de três meses – e passando pela galeria de fotos encontrou vários vídeos de relações sexuais entre ela e o convivente, que foram feitos sem o seu consentimento. Diante disso, ela passou a ver todo o conteúdo do celular, encontrando uma foto de “sexo oral” e notando pelo tamanho das mãos que se tratava de sua filha.

Sem chão, a mulher foi conversar com a criança, que a princípio negou ser a pessoa da foto, porém ela conseguiu ganhar a confiança da menina, que depois falou que era ela e o padrasto. Após a confirmação, a mulher colocou o celular no lugar onde havia pegado para que o homem não desconfiasse de nada e entrou em contato com uma amiga, que é madrinha da vítima e que lhe ajudou a prosseguir com a denúncia.

Pela manhã, a criança foi levada para a casa de familiares e a polícia militar foi acionada para atender a ocorrência. A denunciante mostrou a foto que havia encontrado para os policiais, relatando ter tomado conhecimento do estupro durante a madrugada.

O homem estava no local no momento da chegada dos policiais e confessou o crime, afirmando que os atos começaram a acontecer desde o mês de abril, narrando de forma que desse a entender que a criança tivesse “procurado por ele”.  Após o ocorrido, todos se dirigiram à delegacia para serem ouvidos, o Conselho Tutelar também foi acionado.

Em depoimento na delegacia, o padrasto confessou que cometia os estupros constantemente, “achando que começou em abril, pois a criança lhe procurava”. Ele confessou que os estupros aconteciam dentro da própria casa, enquanto a mãe estava na cozinha ou tomando banho. Questionado nesse primeiro depoimento ele não soube dizer quantas vezes os estupros aconteceram e que acha que a mãe não tinha conhecimento dos abusos, “mas sabia que a filha dela vivia atrás dele”, culpando a vítima.

A criança estava presente não foi ouvida devido à proibição por ser menor de idade e por se tratar de crime de estupro de vulnerável. A vítima foi encaminhada para o Hospital da Criança e Maternidade, onde passou por exames.

Informações do 1º Ten PM Vander Pavan, Subcomandante da 1ª Companhia de Mirassol

Conteúdo do Mirassol conectada

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Suspeito de chacina no DF é encontrado e troca tiros com a polícia

A perseguição contra Lázaro Barbosa de Sousa, acusado de matar 4 pessoas no DF, ocorre em Cocalzinho (GO), na noite deste sábado (12/6) As polícias Militar do Distirto Federal (PMDF) e de Goiás (PMGO) iniciaram, na noite deste sábado (12/6), um cerco contra o suspeito de matar quatro pessoas, em chacina ocorrida em Ceilândia, no Incra 9. Informações preliminares apontam que Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, roubou armas em uma fazenda à tarde . Ele fugiu com uma Beretta .22, uma pistola calibre .380 e 50 munições. homem foi localizado em Cocalzinho (GO) e, durante a perseguição, trocou tiros com a polícia. Informações preliminares apontam que três pessoas ficaram feridas e um refém estaria sob poder do criminoso. Lázaro é acusado de matar, na última quarta-feira (9/6), Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15. Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43 anos. O corpo dela foi encontrado neste sábado, em um matagal. O cad

Ex-pastora posa nua no OnlyFans e diz que ‘recebeu chamado’ após ver ‘Titanic’

A ex-pastora, Nikole Mitchell, era líder de uma grande igreja nos Estados Unidos, mas afirma que seu “verdadeiro chamado” era outro. De acordo com matéria do UOL, a stripper, que faz sucesso no OnlyFans, contou que ao assistir “Titanic” e ver a cena em que Rose (Kate Winslet) posa nua para Jack (Leonardo DiCaprio), percebeu que gostaria de fazer o mesmo. “Lembro que estava na oitava série quando assisti ‘Titanic’, e quando a câmera passou pelo corpo nu da Kate Winslet, pensei: ‘Quero fazer isso quando ficar mais velha’”, disse. Então disse que sempre teve esse tipo de pensamentos: “Esses desejos sempre estiveram lá, mas eu não tinha ninguém com quem falar sobre isso porque logo aprendi que esse não é o tipo de conversa que você tem dentro da igreja, infelizmente”, contou. A ex-pastora abandonou a vida religiosa em 2017. Hoje ela mantém a si mesma e seus três filhos com a renda gerada pelo conteúdo produzido no OnlyFans. https://www.oliberal.com/ Fonte: Geral Notícias 

Lázaro Barbosa colocou fogo em uma casa numa fazenda baleou um morador e atirou em mais três pessoas

Segundo G1 de Goaiás, um homem de 32 anos suspeito de matar um casal e dois filhos atirou em quatro pessoas ao fugir de cerco policial em Cocalzinho de Goiás, na noite de sábado (12), segundo o tenente Álvaro Mota, da Polícia Militar do Distrito Federal. Lázaro Barbosa de Sousa não foi localizado até as 10h deste domingo (13). A polícia usa helicópteros e cães farejadores na busca, disse o policial. O oficial informou que ele entrou em uma fazenda na zona rual de Cocalzinho e baleou um morador. Em seguida, fugiu para outra propriedade e atirou em mais três pessoas, que estavam acampadas no local. Ele também colocou fogo em uma casa da fazenda. Os baleados estão com estado de saúde estável, segundo o policial. Informações do G1 de Goiás