Pular para o conteúdo principal

Eleições movem tabuleiro político no Distrito Federal

Flávia Arruda (PL). Foto: Divulgação

Ao terraplenar o terreno movediço por onde transita o Centrão, com a indicação de Flávia Arruda (PL) para a Secretaria de Governo da Presidência, Jair Bolsonaro abriu uma grande avenida à direita na política de Brasília.

De uma tacada, apaziguou a turma comandada pelo presidente nacional do PL, Waldemar Costa Neto, e construiu uma saída ultraconservadora para a campanha de 2022 na Capital da República.

Pré-candidata ao Senado, a deputada tem sido orientada a avaliar a possibilidade de concorrer ao Buriti. Seus articuladores atuam intensamente, pensando, inclusive, nas nominatas para deputados federais e distritais.

As manobras agradam ao Planalto. Na cabeça de chapa, Flávia deixa caminho livre para aliados de Bolsonaro como Laerte Bessa, que estava no ostracismo e assumiu como suplente dela.
Ex-deputado Alberto Fraga (DEM).

Outros que ganham espaço são o ex-deputado Alberto Fraga (DEM), amigo do Presidente, mas que não conseguiu emplacar no governo; e o ex-secretário de Segurança, Anderson Torres, que se filiará ao partido a ser escolhido por Bolsonaro, de olho numa cadeira na Câmara Federal.

À frente das tratativas, o marido da ministra, ex-governador José Roberto Arruda, tem se encontrado com parlamentares e com lideranças partidárias. Nessas conversas ele não faz segredo da mudança de planos quanto ao futuro da esposa.

Na segunda-feira (19), durante missa na igreja Sagrado Coração (615 Sul), Arruda tricotava com um cacique da política local, a quem admitiu que o projeto é tornar Flávia na candidata de Bolsonaro ao GDF em 2022.

A dupla chegou à conclusão de que, para isso, será necessário desidratar outros concorrentes, em especial o governador Ibaneis Rocha, inclusive dentro do MDB. Filiado ao partido, o chefe do Executivo não tem domínio sobre o diretório regional da legenda.
Senador Izalci Lucas (PSDB). Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Outra chapa de direita praticamente inevitável seria a do senador Izalci Lucas (PSDB). Resta saber como ele comporia com seu suplente, Luís Felipe Belmonte, que pode concorrer ou lançar a esposa, Paula Belmonte (Cidadania), na briga pelo GDF.
Senador José Antônio Reguffe (Podemos). Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Todos esses movimentos ficam em suspenso aguardando a definição de um único personagem: o senador José Antônio Reguffe (Podemos).

Ninguém quer disputar o mesmo páreo de Reguffe. Todos aguardam a definição dele: se tentará a reeleição ou o voo ao Buriti. Para a primeira opção, o senador é considerado “pule de 10”. Para o Executivo, a aposta é de que ele estaria, no mínimo, no segundo turno…




FONTE: BSB CAPITAL

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Na Estrutural: Casal suspeito de tentativa de sequestrar crianças

Imagem de divulgação  De acordo com moradores de Estrutural Distrito Federal, nas casinhas, circulam um casal suspeito com intenção de sequestrar crianças num carro não identificado. Os boatos circulam por toda a Estrutural. Uma das vítimas contou que a mulher criminosa, desceu com uma enorme faca nas mãos, tentou sequestrar uma criança da própria mãe. Os criminosos, não tiveram êxito foram surpreendidos pelos moradores nas proximidades e fugiram. "Pessoas da cidade Estrutural e região das casinhas, está circulando um casal pela região num carro branco sem identificar a placa e modelo com intenção de sequestrar crianças, aconteceu um fato do casal criminoso querer tomar uma criança na manhã desta terça-feira (11/05), da mão própria mãe com a faca, o caso aconteceu nas casinhas na quadra 08 do Setor Oeste”, disse a moradora Gabriela Godoy. Caso se repita o crime. Denuncie: 197 - Polícia Civil e no 190 - PM-DF Redação: RANEWS e TV COMUNITÁRIA DE ESTRUTURAL - DF

Suspeito de chacina no DF é encontrado e troca tiros com a polícia

A perseguição contra Lázaro Barbosa de Sousa, acusado de matar 4 pessoas no DF, ocorre em Cocalzinho (GO), na noite deste sábado (12/6) As polícias Militar do Distirto Federal (PMDF) e de Goiás (PMGO) iniciaram, na noite deste sábado (12/6), um cerco contra o suspeito de matar quatro pessoas, em chacina ocorrida em Ceilândia, no Incra 9. Informações preliminares apontam que Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, roubou armas em uma fazenda à tarde . Ele fugiu com uma Beretta .22, uma pistola calibre .380 e 50 munições. homem foi localizado em Cocalzinho (GO) e, durante a perseguição, trocou tiros com a polícia. Informações preliminares apontam que três pessoas ficaram feridas e um refém estaria sob poder do criminoso. Lázaro é acusado de matar, na última quarta-feira (9/6), Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15. Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43 anos. O corpo dela foi encontrado neste sábado, em um matagal. O cad

GDF: as escutas telefônicas que aterrorizam alguns secretários

  8 out 2020 informações atualizada Por Mino Pedrosa A queda de braço velada entre o Secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres e o governador Ibaneis Rocha (MDB-DF), vem causando pânico em alguns secretários nos bastidores. Há algumas semanas atrás o governador tomou conhecimento de que Anderson Torres incentivava o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) a fazer um pente fino em algumas secretarias informando que a “roubalheira é grande”. Ibaneis então ficou indignado ao ponto de imaginar cortar a cabeça do secretário infiel. No entanto, foi de pronto alertado por seus fiéis escudeiros de que seria um enorme tiro pela culatra. Em uma sóbria sondagem descobriu que Torres tem em suas mãos informações das mais de quatro mil horas de gravações em escutas telefônicas nas principais secretarias como educação e saúde, autorizadas pela justiça desde 2016, ainda na gestão de Rodrigo Rollemberg. As paredes dos gabinetes dão conta do desespero que