Pular para o conteúdo principal

Justiça condena Sara Winter a indenizar professora



Extremista terá de pagar R$ 10 mil à Débora Diniz, professora da UnB, por acusações feitas nas redes sociais contra a antropóloga no ano passado. Cabe recurso

O juiz Arthur Lachter, da 19ª Vara Cível de Brasília, condenou a extremista bolsonarista Sara Fernanda Giromini por danos morais contra a antropóloga e professora da Universidade de Brasília (UnB) Débora Diniz. De acordo com a decisão do magistrado, a extremista, conhecida como Sara Winter, terá de pagar R$ 10 mil a Débora. Porém, ainda cabe recurso.

A ação movida por Débora se refere às declarações feitas por Sara no ano passado, quando a professora da UnB se posicionou acerca do aborto de uma menina de 10 anos que havia sido estuprada pelo tio. Na época, Sara foi às redes sociais e chamou Débora de “a maior abortista brasileira”, além de acusá-la de defensora da prática de tortura.

Anteriormente, Débora havia pedido uma indenização de R$ 50 mil. “Chamar a autora de maior abortista brasileira sem dúvida é um exagero, mesmo porque não foi feito um ranking ou análise de dados para se chegar a essa conclusão, mas tal perspectiva por si só não pode ser considerada ofensiva pela autora ou que viole a sua reputação, já que como disse acima, se apresenta perante o grande público como defensora na extensão das hipóteses legais de aborto”, avaliou o magistrado. 

Porém, ao avaliar a incitação de prática de tortura por parte de Sara, o juiz considerou que houve danos à professora. “Ofendeu a autora, a qualificando como defensora da prática de tortura num canal de YouTube com milhares de telespectadores, o que viola não só a honra subjetiva como a própria honra objetiva da requerente”, disse. “A alegação é forte, desnecessária e não baseada em qualquer evidência. Comparar um procedimento médico qualquer com tortura, nos tempos de hoje, beira a má-fé”, considerou o juiz para tomar a decisão.

Após a publicação da sentença, Débora se manifestou nas redes sociais: “Sara Giromini foi condenada a pagar R$ 10 mil por ofensas a mim. Ela pode recorrer. Insistirei”. A reportagem tenta contato com a defesa da extremista. O espaço segue aberto.

Informacões do Estado de Minas – EM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Suspeito de chacina no DF é encontrado e troca tiros com a polícia

A perseguição contra Lázaro Barbosa de Sousa, acusado de matar 4 pessoas no DF, ocorre em Cocalzinho (GO), na noite deste sábado (12/6) As polícias Militar do Distirto Federal (PMDF) e de Goiás (PMGO) iniciaram, na noite deste sábado (12/6), um cerco contra o suspeito de matar quatro pessoas, em chacina ocorrida em Ceilândia, no Incra 9. Informações preliminares apontam que Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, roubou armas em uma fazenda à tarde . Ele fugiu com uma Beretta .22, uma pistola calibre .380 e 50 munições. homem foi localizado em Cocalzinho (GO) e, durante a perseguição, trocou tiros com a polícia. Informações preliminares apontam que três pessoas ficaram feridas e um refém estaria sob poder do criminoso. Lázaro é acusado de matar, na última quarta-feira (9/6), Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15. Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43 anos. O corpo dela foi encontrado neste sábado, em um matagal. O cad

Ex-pastora posa nua no OnlyFans e diz que ‘recebeu chamado’ após ver ‘Titanic’

A ex-pastora, Nikole Mitchell, era líder de uma grande igreja nos Estados Unidos, mas afirma que seu “verdadeiro chamado” era outro. De acordo com matéria do UOL, a stripper, que faz sucesso no OnlyFans, contou que ao assistir “Titanic” e ver a cena em que Rose (Kate Winslet) posa nua para Jack (Leonardo DiCaprio), percebeu que gostaria de fazer o mesmo. “Lembro que estava na oitava série quando assisti ‘Titanic’, e quando a câmera passou pelo corpo nu da Kate Winslet, pensei: ‘Quero fazer isso quando ficar mais velha’”, disse. Então disse que sempre teve esse tipo de pensamentos: “Esses desejos sempre estiveram lá, mas eu não tinha ninguém com quem falar sobre isso porque logo aprendi que esse não é o tipo de conversa que você tem dentro da igreja, infelizmente”, contou. A ex-pastora abandonou a vida religiosa em 2017. Hoje ela mantém a si mesma e seus três filhos com a renda gerada pelo conteúdo produzido no OnlyFans. https://www.oliberal.com/ Fonte: Geral Notícias 

Lázaro Barbosa colocou fogo em uma casa numa fazenda baleou um morador e atirou em mais três pessoas

Segundo G1 de Goaiás, um homem de 32 anos suspeito de matar um casal e dois filhos atirou em quatro pessoas ao fugir de cerco policial em Cocalzinho de Goiás, na noite de sábado (12), segundo o tenente Álvaro Mota, da Polícia Militar do Distrito Federal. Lázaro Barbosa de Sousa não foi localizado até as 10h deste domingo (13). A polícia usa helicópteros e cães farejadores na busca, disse o policial. O oficial informou que ele entrou em uma fazenda na zona rual de Cocalzinho e baleou um morador. Em seguida, fugiu para outra propriedade e atirou em mais três pessoas, que estavam acampadas no local. Ele também colocou fogo em uma casa da fazenda. Os baleados estão com estado de saúde estável, segundo o policial. Informações do G1 de Goiás